Tirrênia

Cidade dos Recém-Chegados

Rei: Tirreno
Idioma: Anatólio

A origem do povo da recém-fundada cidade da Tirrênia é desconhecida. Os povos da Itália sabem apenas que o rei Tirreno chegou nas terras da Etruria em estranhas embarcações, tendo de um lado o seu irmão guerreiro Tarcon e do outro o sábio Tages. Eles trouxeram consigo centenas de pessoas para colonizar essa´terra distante na Itália e juntos derrotaram os exércitos do violento guerreiro Menzetio, que reinava na região, e iniciaram a liga das doze cidades, iniciando assim uma poderosa nação.

A verdade é que os Tirrenos são um povo originário Ásia, que fugia de uma terrível fome que grassava toda sua população. Sem esperança, eles escutaram as profecias de uma profeta sibilante chamada de Carmentis, que já houvera convencido os príncipes Tirreno e Tarcon de sua missão divina. Todos ssim entraram em embarcações rumo ao desconhecido, o que os levou até as terras da Etruria onde foram recebidos por outra sibilante chamada de Vegóvia. Agora, o povo da recém-fundada Tirrênia buscam alcançar a segunda parte da profecia: a Recepção do Escolhido, pois apenas ele trará os “Filhos da Loba”.

Sociedade. Em Construção

 

Tarcon

Joseph Mallord William Turner 1775 – 1851

Tarcon é irmão do rei Tirreno, da Etruria. Décadas atrás, os dois viajaram de suas terras natais, dentre os povos Medos até a região da Etruria, onde encontraram a local dividido por tribos bárbaras. Foram eles quem organizaram as doze principais tribos da região formando o grande Reino da Etruria.

Enquanto o rei Tirreno se preocupa com a administração da cidade, Tarcon se preocupa com a defesa. Tarcon é um excelente mestre de armas. Ele também se tornou um dos discípulos de Tages conhecidos como os Harupex. Dessa forma, tem treinado constantemente com o profeta os segredos das artes arcanas.

[Vir.Aen.10.154, 11.85, 11.757; Strab.5.2.2].

 

Vegóvia

A antiga princesa Lâmia do Egito gerou uma filha chamada Sibila, que tomou para si a missão de propagar o culto de seu pai entre os povos do deserto. Ela se tornou assim a grande sacerdote do deus Amon-Zeus. Hoje, seu culto se difundiu rapidamente com dezenas de profetisas espalhadas por toda a Gaia que recebem o título de “Sibilantes”.

A sibilante da Etruria se chama Vegóvia, que foi presenteada por seu deus com os poderes divinos do raio, relâmpago e trovão. Ela também recebeu a missão de recepcionar a sibilante do Leste chamada Carmentis, que trouxe a grande comitiva com os irmãos Tirreno e Tarcon, e também o sábio Tages. Juntos, eles fundaram a liga das doze cidades que moldou toda a região. Agora, a sibilante aguarda a vinda do grande Escolhido, que ela enxerga em suas visões, pois apenas este escolhido terá como descendentes os “Filhos da Loba”, que fundarão o maior império que já pisará sobre a Terra.

 

Patrão

Patron was an Arcadian who participated in the games held by Aeneas in Sicily, having come to Italy with Evander. The patricians in Rome were called after him, because “patricians” comes from “patronage”, which was the word for the protection of inferiors. And Patron was a protector and defender of the poor and needy. He is also said to have guided Aeneas when he crossed the Ionian Gulf from Epirus to Italy [DH.1.51.2; Plu.Rom.13.2; Vir.Aen.5.298].

Patron Potitius. A priest of Heracles in the court of Evander, the Arcadian who migrated to Italy [Vir.<i>Aen</i>.].

 

Evandro

O sábio Tages antes atendia pelo nome nome Evandro e era por muitos conhecido como o homem mais sábio do mundo. Hoje, ele é venerado por ter trazido às terras italianas os irmãos Tirreno e Tarcon. Ele foi peça fundamental na criação do reino da Tirrênia através da união das doze tribos. Ele diz que tudo já estava profetizado, pois a decisão de vir a esta terra veio de sua mãe, uma poderosa profeta do culto Sibilitante, chamada Carmentis. Ele assim apenas cumpre o seu destino.

Tages revelou aos povos locais os segredos cósmicos das divindades, ensinou o alfabeto para a língua dos tirrênios, escreveu as leis em seu código Etruria Disciplina, ajudou na formação da liga das doze tribos, e criou um culto onde se ensina o aprendizado dos poderes arcanos e da profecia: o Harupex. Ele é assim um grande profeta e detentor de poderes arcanos estupendos, como também é um homem de poucas palavras que só fala quando necessário e, quando o faz, todos se calam porque sabem que grande sabedoria será proferida.

 

Evander

This man, called the wisest among the Arcadians, emigrated to Italy where he founded a city Pallantium, on the banks of the river Tiber. He was the son of <a Hermes and Carmentis, a nymph skilled in the art of divination. Evander married Carmenta and had a son Pallas who became an ally of Aeneas in Italy. He also had a daughter Lavinia<sub> 1</sub> who bore Heracles a son Pallas<sub> 7</sub> who died before he reached puberty and after whom Pallantium was called.

[DH.1.32.1; Ov.Fast.1.471ff., 1.521, 4.65, 5.90; Pau.8.43.2; Vir.Aen.8.52, 8.104, 8.336, 8.511].

 

<b>Carmenta</b>. Wife of Evander, the wise Arcadian that emigrated to Italy. They had a son Pallas, who was an ally of Aeneas.

Lavinia. Daughter of Evander, the wise Arcadian who emigrated to Italy . She consorted with Heracles, and had by him a son Pallas, who died before puberty [DH.1.32.1].

Acoetes was Evander’s squire in Arcadia, before the latter emigrated to Italy [Vir.<i>Aen</i>.11.30].