Etruria

Rei: Mezêncio
Idioma Local: Etrusco

Os povos ao norte da península italiana nunca tiveram uma organização clara. Eles são povos bárbaros que nunca desenvolveram a língua escrita ou a metalurgia. A própria história é incerta, pois eles sempre se valeram da linguagem oral passado de geração em geração para relembrar os antepassados. No entanto, esses povos agora estão sendo obrigados a evoluírem por pura necessidade.

A chegada de navios vindos do Leste trouxe consigo um novo povo governado pelo grande líder Tirreno, que trouxe consigo seu irmão guerreiro Tarcon e o jovem sábio Evandro. Este povo possui um exército que utiliza armaduras e armas metálicas. Além disso, trouxeram consigo novos deuses com a premissa de apagar a milenar religião etrusca. No entanto, o atual líder dos etruscos, o jovem rei Mezêncio, fará de tudo para impedir que isso aconteça.

Sociedade

O rei Mezêncio é jovem com pouco mais de trinta anos de idade. No entanto, ele não deseja ver a cultura de seus antepassados ameaçada pelo povo recém-chegado. Caso o líder deseje se impor, Mezêncio utilizará seu maior trunfo numa guerra:  a sua violência e crueldade. Ele é infame por amarrar corpos putrefatos aos seus inimigos para seu entretenimento . É especialmente divertido para eles quando as moscas atraídas pelo mau-cheiro dos cadáveres começam a pousar nos olhos e bocas destes condenados.

O rei Mezêncio acredita que a guerra contra Tirreno é inevitável. Não demorará para que os recém-chegados comecem a mostrar a razão pela qual vieram. Infelizmente, todos os sábios e profetas indicam que uma guerra contra eles, levará à derrota e à morte da cultura etrusca. Os próprios deuses Tínia e Uni estão calados. Não mais apresentam sinais aos seus sacerdotes. É um sinal de que o tempo deles está chegando ao fim. No entanto, o rei não desistirá facilmente. Ele tem montado uma coalizão de doze cidades para confrontar o inimigo quando o tempo vier. A rainha Opis de Volci e o rei Dauno de Rutúlia já aceitaram esse pacto, assim como várias cidades no entorno da Etruria.

 

Drancës

O grande sábio Drancës é o maior conselheiro do rei Mezêncio da Etruria. Quando não está ao lado do rei para soprar palavras em seu ouvido, ele está em alguma das doze cidades etruscas para decidir o melhor apara o futuro desta aliança. Com pouco mais de quarenta anos de idade, está sempre preparado para levar as palavras do seu mestre em todos os lugares em que é necessário. Além disso, ele possui contato direto com o deus-mensageiro Turms que regularmente contata os sábios etruscos para proferir sua sabedoria.

Nem tudo o que Drancës faz tem o objetivo de agradar o rei da Etruria. Pelo contrário, se fosse unicamente pela opinião do rei Mezêncio, a liga das doze cidades etruscas já teria atacado os recém-chegados liderados pelo rei Tirreno. Isso só não ocorreu pela influência do sábio conselheiro que prevê uma derrota caso a guerra aberta. Ele não tem conseguido contatar o deus-mensageiro Turns por mais de um ano. Infelizmente, este é um sinal de que os deuses estão apreensivos. É um sinal de que os deuses recém-chegados serão favorecidos numa situação de guerra contra os antigos deuses etruscos.

 

Erulo

Erulo é o maior dos heróis etruscos. Graças às suas surpreendentes habilidades em combate, este guerreiro foi abençoado pelo casal de deuses Tínia e Uni com três vidas. Ele assim enfrenta grandes desafios e aventuras na península italiana, pois sabe que, para ser morto, precisa ser alvejado de forma letal por três vezes seguidas.

Essa bença divina, no entanto, o tornou arrogante e descuidado. Muitos predizem que suas vidas não vão durar muito tempo se continuar a se expor ao perigo da forma como o faz. Ele se tornou um dos maiores trunfos do rei Mezêncio, fazendo parte de seu exército e realizando missões perigosas em seu nome. O próprio rei etrusco deseja que logo que seu infante filho Lauso atinja a idade a idade ideal, o grande guerreiro ensine as técnicas do combate.

 

Reia

A deusa etrusca do sol chama-se Catha, que possui um poderoso e rico culto por toda a região da Etruria. Muitas são as suas seguidoras que possuem total devoção por sua pessoa e muitas são as sacerdotes capazes de poderes luminosos. A principal dessas sacerdotes chama-se Reia.

A sacerdote italiana também recebeu o dom da profecia da poderosa deusa Catha. Recentemente, ela recebei a revelação de que um grande heróis vindo do outro lado do mar Ioniano lhe dará um filho que se chamará Aventino, cujo destino estará ligado ao futuro da religião e civilização etrusca.

 

Turms

O imortal Turms é o senhor das fronteiras e do comércio. Ele possui a função de comunicar os desígnios do panteão divino aos mortais, servindo como o maior servo do rei dos deuses Tínia. Ele é retratado como as vestimentas comuns aos mensageiros divinos com sandálias e capacetes alados.

Não há dúvida que Turms possui uma imensa influência com os povos mortais, pois está em contato direto com os reis do território etrusco. Ele inclusivo possui o dever de conduzir as almas até o mundo dos mortos. No entanto, o mundo está em polvorosa, pois há anos o deus Turms não tem aparecido diante dos reis etruscos. Alguns dizem que isso se deve à crueldade de Mezêncio, que por ser tamanha desagrada os deuses. Outros dizem que sua ausência decorre da chegada de novos deuses trazidos pelo povo recém-chegado da Tirrênia e que isso prenuncia a queda dos antigos deuses estruscos.