Eritreia

Rei: Gerião

A ilha de Eritreia nunca foi ocupada por outros povos no passado. Era área abandonada até a chegada de um homem peculiar chamado Gerião. No entanto, é difícil chamar Gerião de um homem visto que muitos até hoje o classificam como um monstro ou uma abominação, pois ele nasceu com três corpos sobre suas duas pernas. O seu pai foi ninguém menos que o heroico Crisaor que lutou ao lado de Perseu nas terras do Hélade e, apesar de aparência humana, nasceu do sangue da Medusa que, decapitada, fertilizou a Mãe Terra.

O monstruoso Gerião sempre viveu a margem na sociedade helênica. Com sua monstruosa aparência, ninguém nunca olhou para ele como um semelhante. Mas o seu coração sempre foi bom. Ele lutou ao lado do bem e ajudou incontáveis pessoas, sempre utilizando, em seus três corpos, três imponentes armaduras, três belos elmos e três longas lanças. Ele tinha ao seu lado como poderoso companheiro Ortro, o cão de duas cabeças, filho do próprio Tifão. Hoje, depois de muito lutar nas terras do Hélade e incontáveis outros lugares, o bom Gerião se aposentou da vida de aventuras. Hoje, ele só deseja a paz da vida campestre, onde não quer ser incomodado. 

Eritreia

Cinquenta anos atrás, uma bela naiade da Arcádia que se chamava Pleione foi cortejada pelo guerreiro Órion que ficou obcecado por sua beleza. Ela fugiu de sua perseguição doentia fugindo para o oeste até chegar nas montanhas do Atlas onde se apaixonou pelas montanhas titânicas da região que seguravam o firmamento em seu lugar. O amor de Pleione com as montanhas fizeram com que engravidasse e tivesse muitos filhos. Em seu primeiro parto, ela gerou sete mulheres chamadas de plêiades, que deram origens a muitos povos. Em seu segundo parto, ela gerou cinco mulheres, chamadas de Híades, e um homem chamado Hias cuja morte fez as irmãs chorarem como a chuva. E o seu terceiro parto gerou as três Hesperides, as damas da tarde que guardam do oeste.

As três Hesperides são chamadas Eritreia, Hesperia e Aretusa. Elas são conhecidas como as “Ninfas da Tarde” em razão do sol se pôr atrás do belo Jardim de Hera o qual são responsáveis. Elas vivem num grande palácio e possuem o dom de profecia e da metamorfose. Elas acreditam que a violência é algo grotesco, por isso, sempre avisam aos aventureiros sobre o Ladão. Assim, conseguiram salvar muitas vidas com esse aviso, evitando mortes desnecessárias. Infelizmente, nem todos as escutam e acabam sofrendo os piores destinos nas presas do dragão. No entanto uma dessas três belas mulheres abandonou o seu palácio e as suas irmãs, pois se apaixonou pelo horrível monstro de belíssimo coração. A bela moça hoje vive na ilha que Gerião batizou de Eritreia em sua homenagem e onde vivem felizes para sempre.

Euritião

O habilidoso Euritão diz estar em dívida com monstruoso Gerião e por isso lhe jurou obediência por toda a vida. Ele é um jovem guerreiro cuja vida foi salva pelo herói de três corpos muitos anos atrás. Quando o monstro se aposentou da vida de aventuras para criar seu gado na ilha de Eritreia, o rapaz o acompanhou.

Hoje, o fiel Euritão continua a conduzir o gado de Gerião entre as pastagens da ilha da Eritria, tendo sempre ao seu lado seu companheiro canino, Ortro. O rapaz se tornou extremamente importante para seu mestre agora que este tem uma vida pacata junto da esposa Eritreia. No entanto, o bom monstro logo deverá o libertar da dívida e deixá-lo viver sua própria vida.    

Lampécia e Fetusa

O gado de Gerião não é o único que pode ser encontrado no mar Tirreno. Existe também a Ilha de Hélio com um rebanho igualmente numeroso, que consiste de setecentas rezes de bois e vacas que detém a imortalidade. Esse gado é cuidado e tratado por duas mulheres chamados de Radiância (“Fetusa”) e Luminescência (“Lampécia”).

Essas duas mulheres são filhas do titã Hélio, o deus-sol, com uma ninfa chamada Naera. Essas duas irmãs receberam a missão de proteger esse um gado sagrado de todo e qualquer mortal. Caso alguém lhes fizer algum mal, certamente sofrerá uma terrível maldição solar. Felizmente, as duas moças têm conseguido evitar que esse destino atinja alguém.

Ortro

O cão Ortro é um dos muitos filhos nascidos dos dois piores monstros que já pisaram sobre a Terra. Eles são chamados Tifão, o dragão de cem cabeças, e Equidna, a víbora de Ânimo maligno. Esses dois monstros tiveram uma prole imensas de criaturas abomináveis que estão espalhadas pelos cantos mais escuros do mundo. O cão Ortro possui duas cabeças e um apetite carnívoro. Só uma criatura assim poderia conviver com o guerreiro Gerião de três corpos.

Hoje, Ortro vive com Gerião na ilha de Eritreia. Por décadas, ambos se aventuraram por vários lugares do Hélade e de todo o mundo. Ambos enfim desistiram de uma vida de aventuras para viver no campo. Ambos agora vivem próximo aos jardins da Hesperides no extremo ocidente às margens do grande Oceano, aonde banha o Deserto de Faeton. Além de Gerião, o o cão Ortro responde apenas ao ajudante de Gerião chamado Euritião e de sua mulher Eriteia, uma das guardiãs do jardim das Hesperides. Ele não confia em mais ninguém e o alimentam com o gado que criam na região.

Fórcis e Ceto

Os filhos dos primordiais são assim chamados porque nasceram do sangue do Céu, da Terra, do Mar, do Subterrâneo e da Escuridão. Entre essa prole poderosa e destruidora estão as duas criaturas chamadas Fórcis e Ceto, que se descobriram o amor um no outro e ainda hoje vivem juntos em união.

Os dois monstros chamados Fórcis e Cetos estão entre a primeira geração nascidas Esses dois irmãos são filhos do Mar e da Terra. Desde que atingiram a idade adulta, um tórrido amor surgiu. E dessa união surgiram as três Górgonas, as três feiticeiras Grisalhas, Equidna e Toosa. Forcis é um monstro com cauda de peixe, garras de caranguejo, pele avermelhada e espinhos afiados. Ceto é uma gigantesca serpente marinha. Ambos vivem atualmente nos mares da Talassa, embora ninguém saiba sua localização exata.