Creta

1280px-Landscape_with_Rape_of_Europa,_Hendrik_van_Minderhout,_in_Rouen

Hendrik van Minderhout (1630–1696)

A Grande Purificação pelo Fogo que ocorreu há quinze gerações gerou grandes mudanças em todo o mundo. O evento foi descrito como dardos flamejantes que alcançaram todo firmamento e cinzas que crepitaram toda a mata queimada. Tudo surgiu a partir da grande explosão que aconteceu na lha de Thera. O solo tremeu retumbante e as águas avançaram contra a ilha de Creta numa onda gigante que destruiu toda a sua civilização costeira. Este deveria ter sido o fim da civilização cretense, mas a deusa-mãe ressurgiu da catástrofe para guiar seu povo na civilização hoje conhecida como Minoana.

História

Sociedade

Deuses

Capitais

Cnossos, a capital ultramarina.

Atlântida, a capital submersa.

Principais Cidades

Rodes (Dodecanesas), a ilha dos forjadores.

Melos (Cicládicas), a ilha das estátuas.

Egina (Sarônicas), a ilha dos formigantes.

Salamina (Sarônicas), a ilha do dragão.

Samos (Nórdicas), a ilha dos vinhedos.

Ecália (Eubeias), a ilha do rei Arqueiro.

Ésquiro (Eubéias), governada por Licomedes

Ítaca (Cefalênias), a ilha do mar ioniano.

Feácia (Esquérias), a ilha dos navegantes.

Escopelos (Espórades), a ilha de Estáfilo, filho de Radamanto ou Quios, de Enopião

Mírina (Lemnos), a ilha das mulheres.

Samotrácia (Trácias), a ilha do santuário.

Chipre (Alásia), a ilha do cobre.

 

mapa 10

O Poder sobre os Mares

Licastos (Creta)

Lictos (Creta), Coeranus e Bremon foram dois homens dessa ilha que lutaram na guerra de troia. Asterius, filho de Minos1 e Androgeneia, pode ter governado a ilha. 

Cidônia (Creta), governada por um dos netos de Minos, sem outros mitos.

Tarra (Creta), Carmanor é bem anterior à geração atual, tendo recebdido Apolo quado este matou a Pitão., sua bisneta Britomartis está mais próxima do tempo atual. Ela é considerada a deusa das redes de pesca.

Festos (Creta): Cidade de Asterius, filho de Minos e Androgenia, que lutou com Dionísio na guerra contra a Índia (11a geração). Também há Leucipo, que nasceu menina, mas foi transformada em homem pelos deuses a pedidio de sua mãe.

Britomartis (Aphaea, Dictynna, Laphria). Britomartis was the daughter of Zeus and Carme, daughter of Eubulus, son of Carmanor and Demeter. Some say that she was born at a place called Caeno in Crete, but others have called her nymph of Gortyn. Britomartis was an excellent runner and delighted in hunting with her arch, as she passed her time in the company of Artemis. But Minos 2, some say, having fallen in love with her, pursued her for nine months trying to ravish her. She first hid herself under oaks and in low meadows; but when Minos 2 was close to catch her she threw herself from the top of a cliff, falling into the nets of fishermen that saved her. After this, some say, she was made a goddess by Artemis and was worshipped both in Crete and in Aegina. According to others Britomartis’ mother Carme was the daughter of Phoenix 1 (brother of Europa) and Cassiopea 3, daughter of Arabius. They also say that Britomartis started her life in Phoenicia, and that having come to Argos, she was received in this city by the daughters of the river god Erasinus: Byze, Melite 3, Maera 5, and Anchiroe 2. From Argos, they say, she went to Cephallenia, the island in the Ionian Sea off the coast of Acarnania, where she was surnamed Laphria and regarded as a goddess. From Cephallenia she came to Crete, where Minos 2pursued her; and it is because she found refuge under the nets of fishermen that the Cretans called her Dictynna (Goddess of Nets). Having thus escaped Minos 2 she came to Aegina navigating with the boat of the fisherman Andromedes 1, who also attempted to rape her. But Britomartis threw herself into the sea, disappearing in the grove where her sanctuary was built. There are those who deny that Minos 2 ever attacked Britomartis, saying also that it was she who invented the nets which are used in hunting [Cal.Ar.190; Dio.5.76.3; Eur.Hipp.149; Lib.Met.40; Pau.2.30.3; Stat.Theb.9.632].

ILHAS DO MAR EGEU

Fundador: Egeu (10a Geração)

Rei Atual: Nauplio, Polidectes, Anceu, Licomedes, Estáfilo, Enopião e Toas

Há mais ilhas catalogadas no mar Egeu do que cidades em toda a Micenas. A contagem ultrapassa os milhares, embora apenas algumas dúzias de ilhas são habitadas, sendo todas aquisições recentes do governo de Atenas conquistadas e colonizadas pelo rei Egeu.

O sucesso dessa empreitada deve muito aos povos ionianos de Eubea e ao capitão Nauplio10, representante de Egeu na região. Mas não podemos esquecer a colaboração dos filhos de Radamanto, irmão exilado de Minos. Eles deixaram suas vidas em Micenas para colonizar essas ilhas.

Com suas mais de duzentas ilhas, o arquipélago de Ciclades é o mais povoado do mar Egeu. O seu rei é o ancião Polidectes, neto de Éolo por seu filho Magno. Ele governa a partir da ilha de Sérifos. Foi neste local que o grande heróis Perseu foi criado.

O Arquipélago de Samos é formado por doze ilhas governadas pelo capitão Anceu, neto do rei Aleu de Arcádia. Neste local, Anceu cultiva seus vinhedos. As únicas ilhas habitadas são Samos (a ilha central) e Icária (local onde o corpo de Icarus, filho de Dedalus foi encontrado).

O arquipélago de Ésquiros com sete ilhas é governada pelo jovem rei Licomedes. Esta é a ilha mais próxima da ilha de Eubea, local onde aportam os navios do rei Egeu.

Os outros três arquipélagos são governadas pelos filhos de Radamanto. O arquipélago de Skopelos formado por dezoito ilhas é governado pelo rei Estáfilo. O Arquipélago de Chios formado por quatro ilhas é governado pelo rei Enopião. E, o Arquipélago de Lemnos com três ilhas é governado pelo rei Toas.

EUBEA

Fundador: Ion (9a Geração)

Rei Atual: Nauplio

Muitos povos viveram na ilha de Eubea desde o grande dilúvio do deus Zeus. Entre eles, oceanidas que eram súditos do rei-serpente Cécropes, os pequeninos imigrantes da raça koribantes e muitos humanos descendentes de Deucalião. Mas o primeiro rei desta ilha surgiu na oitava geração. Ele era chamado Ion9, o primeiro grande navegador de Micenas.

O pai de Ion, chamado Xuto, era um imigrante da Aquea que casou com Creusa, a filha do imortal rei Erecteu de Atenas. Assim, Ion tornou-se um grande comandante dos exércitos de Atenas. Tornando-se crucial na batalha final da guerra entre Eleusis e Atenas. Uma batalha que tomou ambas as vidas de Ion e do rei Erecteu.

Os filhos de Ion receberam esta grande ilha ao norte da Attica. Por essa razão, o povo que ali vive são chamados ionianos. E o local tornou-se o centro militar da Attica. Isso por que depois da guerra entre Minoan e Atenas, o rei Egeu construiu uma gigantesca frota naval ancorada na ilha de Eubea.

Essa frota hoje é liderada pelo famoso capitão Nauplio10. Um comandante naval que possui enorme controle sobre a região. E faz uma grande política da boa vizinhança com o povo de Eubea.  A admiração e respeito pelo capitão é tão grande que ele é conhecido como o rei Nauplio de Eubea. Mas, em sua humildade, o capitão nega o seu título.

Os seus principais portos são Calcis e Eretria nos pontos mais próximos entre o continente e ilha. Esses portos estão numa distância tão curta que não mais do que meia dúzia de navios conseguem atravessar juntos. Este local é conhecido como estreito de Euripo.

Lista dos Reis

A grande ilha de Minoan foi povoada pelo explorador Tectamo, que veio da Beócia. Ele navegou os mares da Talassa até esta ilha. Tornando-se, assim, o seu primeiro governante. E, em seguida, esse reino foi herdado por seu filho Asterião que trouxe grande prosperidade a esta ilha.

O príncipe Asterião recebeu um pedido de Zeus. Este deus entregou aos seus cuidados a bela princesa Europa trazida do leste com seus três filhos, frutos de um romance com Zeus, chamados Minos, Radamanto e Sarpedão. E, juntos, o casal governou sobre a ilha.

KNOSSO

Fundador: Minos (7a Geração)
Rei Atual: Minos

Com a morte de Asterião, o rei Minos7,8,9 assumiu o governo do seu pai adotivo. Ele expulsou seus irmãos Radamanto para Micenas e Sarpedão para os povos Medos. Mas, com a sabedoria de Minos, uma recém-criada cidade tornou-se um avançado império. Ele escreveu todo um código de leis, investiu na engenharia de metais e reinventou os sistemas de irrigação. Além disso, ele fundou a cidade de Knosso, atual capital de seu império e, a partir dessa cidade, expandiu suas fronteiras além do mar.

O rei Minos também organizou um exército que venceu a guerra contra Atenas, maior cidade de Micenas. E, até hoje cobra os espólios de guerra clamando o envio de heróis para alimentar o terrível Minotauro. Ele confrontou o deus Poseidon destruindo todos os seus templos. Hoje, apenas o culto ao deus Hades é permitido. O rei Minos casou com uma poderosa feiticeira de Cólquida chamada Pasifae, filha do deus-sol. E, com ela teve nove filhos:

1) Deucalião, sucessor de Minos;
2) Catreu, rei de Festos;
3) Glauco, líder dos exércitos do império;
4) Licasto, rei da cidade de Licastos;
5) Faedra, a filha obediente;
6) Ariadne, a filha rebelde;
7) Acale, a filha exilada;
8) Asterião II, o Minotauro;
9) Androgeu, cuja morte iniciou a guerra contra Atenas.

Além disso, apesar de gozar de excelente saúde, o rei atinge uma idade avançada. Ele possui muitos netos que já atingem a idade adulta. Entre eles, merecem destaque: 1) Rei Cidão de Cidônia, por Acale; 2) Rei Althamenes de Rodes, por Catreu; 3) Erope, esposa do nobre Atreu de Micenas, por Catreu; 4) Climene, esposa do capitão Nauplio de Atenas, por Catreu; e 5) o jovem guerreiro Idoneus, por Deucalião; entre outros netos incluindo alguns não reconhecidos por Acale, a princesa exilada.

CIDÔNIA

Fundador: Minos (7a Geração)
Rei Atual: Cidão

O rei Minos7,8,9 fundou uma cidade para controlar a região ao oeste de Knosso. Esta cidade recebeu o nome de Cidônia em razão do seu primeiro rei chamado Cidão9, neto de Minos. Ele nasceu do romance proibido da princesa Acale e o deus Apolo. Esta união gerou dois filhos: Mileto e o próprio Cidão.

A princesa Acale escondeu do rei Minos sua primeira gravidez e, assim, abandonou o pequeno Mileto entregando-o para Apolo. Hoje, Mileto vive entre os povos Medos e repugna seu avô. O segundo filho ela não conseguiu esconder. E, furioso, o rei Minos expulsou a sua filha de Minoan, mas adotou o neto em seu palácio. Cidão foi criado sob os cuidados da corte de Minos e, em sua idade adulta, assumiu o governo da cidade.

LICASTOS

Fundador: Asterião (6a Geração)
Rei Atual: Licasto

Os povos desta região são descendentes de Doro, neto de Deucalião, que deixaram suas terras na Beócia até chegar na grande ilha de Minoan. Foi na geração anterior que Asterião6, filho do navegante Tectamo, chegou vindo da Beócia. E recebeu a princesa Europa com seus três filhos: Minos, Radamanto e Sarpedão.

Juntos, eles fundaram a primeira cidade de Minoan: a atual Licastos. Após a morte do rei Asterião, o rei Minos7,8,9 subiu ao poder. Este fundou a cidade de Knosso, capital de seu futuro império, onde passou a viver. A cidade fundada por seu pai foi entregue ao filho de Minos, Licasto9  que a renomeou com seu nome.

FESTOS

Fundador: Minos (7a Geração)
Rei Atual: Catreu

A cidade de Festos foi fundada por Minos7,8,9 logo após a criação de Knosso. Essa cidade foi entregue ao seu filho mais velho Catreu9. Agora, o rei Catreu domina toda região ao sul de Minoan. Recentemente, uma profecia destruiu sua família. O Oráculo de Knosso relatou ao rei Catreu que ele seria morto por um de seus descendentes. Preocupado com o mau augúrio, ele enviou o seu único filho homem Altemenes para governar a ilha de Rodes. Ele também fez questão de deixar suas filhas longe de Festos. Isso inclui Apemosine que enviada aos cuidados do irmão Althamenes em Rodes.

A sua filha primogênita, Erope, foi enviada para um casamento político com o Atreu, então príncipe de Olímpia, mas Erope traiu o seu marido Atreu com o cunhado Tieste. Recentemente, Atreu descobriu o romance entre sua esposa e seu irmão, com o ódio tomando de seu âmago. Estes não lançou nenhum ato de retaliação, mas sua esposa está preocupada com o que pode acontecer a partir de agora.

A outra filha de Catreu, Climene, também foi casada com outra importante figura. Ela está vivendo na ilha de Eubea ao lado do capitão Nauplio, o braço direito do rei Egeu da Attica. Dessa forma, o casal tem sido um ponto de equilíbrio importante entre a relação da Attica e Minoan. Eles vivem um casamento feliz ao lado dos seus bebês Palamedes e Eax

TARRA

Fundador: Minos (7a Geração)
Rei Atual: Carmanor

Após o desaparecimento de sua esposa Pasifae, o rei Minos7,8,9 foi novamente atingido pela flecha de Eros. Ele apaixonou-se por uma bela jovem chamada Dictina. O rei Minos já fez de tudo para conquistar a jovem. Ele entregou a cidade de Tahrra ao seu pai Carmanor9 e imprimiu sua face nas moedas de Minoan. A jovem Dictina, como toda sacerdote de Deméter, mantém sua virgindade. Assim, ela tem resistido às investidas do poderoso rei.

O rei Carmanor assumiu a cidade realizando um bom governo, mas sua fama já atingiu toda Micenas por outra razão. Ele ficou conhecido como o novo amante mortal da deusa Deméter. E, tanto Carmanor quanto Deméter nunca estiveram tão felizes. Desde o início deste romance, as plantações de Éfeso e de toda a Minoan tem sido bastante generosas. Todos rogam para que esta paixão dure para sempre.

LICTOS

Fundador: Minos (7a Geração)
Rei Atual: Astério

A feiticeira Pasifae não foi a única esposa do rei Minos7,8,9. Este foi casado com Androgenia com quem teve um filho chamado Astério9. Hoje, este filho é um poderoso guerreiro a quem o deus entregou a cidade de Lictos. Este rei é um grande adepto dos rituais lascivos e liberais do viajante  Dionísio Báco. Além de um amigo próximo deste poderoso filho de Zeus. Os rumores contam que, a pedido do poderoso viajante Dionísio, Astério estaria formando um grande exército. No entanto,  ninguém conhece até hoje a razão deste pedido.

O rei Astério tem governado com sucesso sua cidade, mas um monstro tem causado-lhe bastante dor de cabeça: o terrível Touro Branco. Este era um valioso touro amado pelo rei Minos. Por essa razão, o rei Minos prometeu sacrificá-lo em homenagem ao deus Poseidon. Em troca, Poseidon ajudaria Minos suceder o rei Asterião no lugar dos seus irmãos Radamanto e Sarpedão. Minos tornou-se o novo rei exilando seus irmãos, mas ele não cumpriu o trato com Poseidon.

O rei Minos manteve o seu amado touro branco, sacrificando outro touro no lugar. O ódio subiu a cabeça do deus Poseidon por tamanha desobediência. O deus dos mares transformou o touro branco em um terrível monstro e fez a esposa de Minos, Pasifae, gerar um monstruoso filho, o Minotauro. O Minotauro foi aprisionado no labirinto de Dédalo, mas o Touro Branco ainda está solto causando o caos nos arredores da cidade de Lictos.

RODES

Fundador: Óquimo (7a Geração)
Rei Atual: Altemenes

Durante a sétima geração, essa ilha foi povoada pelo titã Hélio. O deus-sol viveu um romance com a oceanida Rodes gerando sete sábios filhos. Eles eram grandes cientistas descobridores dos segredos das estrelas e planetas. O mais sábio deles era Tenages, o que causava inveja em seus irmãos. Certo dia, em meio a mais uma nova revelação do sábio irmão, este foi elevado ao posto do maior Sábio de sua geração.

Então, quatro dos seus irmãos, dirigidos pela inveja, tiraram a vida de Tenages. Todos esses irmãos foram expulsos da ilha, restando apenas Óquimo7 e Cércafo, mas este também deixou a ilha após apaixonar-se com Cídipe, filha do irmão. Óquimo proibiu o romance, mas não adiantou. Os dois fugiram da ilha para a região da Etólia. Nesse tempo, a inabitada ilha cresceu com a imigração de sábios e escolas de astronomia. Então, Óquimo, o único que restou dos irmãos, criou uma cidade nomeando a ilha com o nome de sua mãe, Rodes.

Anos depois, o rei Óquimo faleceu tornando seguro o retorno do casal Cércafo8 e Cídipe. Eles governaram na ilha onde fundaram diversos portos. Estes portos foram entregues aos
seus três filhos Lindo, Iáliso e Cameiro. Estes comandam os portos de Rodes até hoje, mas o rei Minos expandiu seu império até a ilha. Ele entregou o comando de toda a Rodes ao seu neto, Altemenes9, para quem os três filhos de Cércafo devem obediência. O novo rei da ilha não sabe sobre a terrível profecia que recai sobre seu pai, o rei Catreu de Festos.

SIME

Fundador: Minos (7a Geração)
Rei Atual: Nireu

A ilha de Sime faz parte do arquipélago de Rodes estando sobre o comando do jovem rei Nireu, filho de Cáropes. Assim, Nireu era irmão do rei Éagro cuja sua cidade, Edônia na Trácia, foi atacada pelo líder Trax. Com o irmão morto e a Edônia conquistada, Nireu e seu sobrinho Orfeu fugiram para Micenas. Enquanto Orfeu ficou no continente, Nireu procurou ajuda na ilha do rei Minos7,8,9. E, em troca de sua obediência, Nireu9 recebeu o governo da ilha de Sime.

Esta ilha é mais conhecida como o local de nascimento das conhecidas três graças. As filhas de Zeus e a oceanida Eurinome consideradas as mais belas de Micenas. Apenas Helena de Esparta e Afrodite possuem tamanha beleza. A mais bela, Aglea, esta casada com o deus Hefesto na ilha de Lemnos. No entanto, a encantadora Eufrosine e a bem-humorada Tália ainda vivem na ilha.

O próprio Hefesto decidiu presentear as terras de sua esposa Aglea. Ele construiu a estátua na ilha de Rodes com o metal minoano. Este foi o Colosso de Rodes, uma das três maravilhas de Micenas.

PAROS

Fundador: Minos (7a Geração)
Rei Atual: Eurimedão

Além da ilha central de Minoan, as duas maiores ilhas do império são Rodes e Sime. No entanto, diversas pequenas ilhas também fazem parte dos domínios do rei Minos7,8,9. As ilhas de mar pertencente ao rei Minos são em sua maioria desabitadas. Mas algumas merecem destaque.

A ilha de Paros recebeu o nome da amante do rei Minos chamada Paria. Após esse romance, o rei investiu na criação de uma colônia nessa ilha. E o atual líder desta colônia é Eurimedão9, o mais velho dos seis filhos de Minos com Paria.