Ásia

H. Waldeck

Os deuses do Caos primordial nunca tiveram o desejo de compartilhar a criação, mas foram desafiados pelos deuses-irmãos: Enlil e Enki, filhos do Céu e da Terra. O primeiro separou os pais de seu abraço sexual quando, de dentro do útero da mãe, arrancou o falo paterno, permitindo que a criação pudesse ser habitada. O segundo derrotou os monstros do caos primordial, chamados Abzu e Tiamat, de cujo sangue derramado os homens foram forjados. Atualmente, são os filhos de Enlil e Enki que lideram seus próprios panteões regionais nesse emaranhado de civilizações que hoje é conhecido como Ásia.

História 

Sociedade 

Deuses

Cidades

Nínive (Assíria), a capital dos asiáticos.

Hattusa (Hatti), a nação em declínio.

Wasukani (Mitani), a nação massacrada.

Babilônia (Acádia), a nação dominada.

Susa (Elam), a nação nas montanhas.

Nippur (Suméria), a nação do deus-decadente.

Ugarite (Amurru), a nação dos cultistas.

Biblos (Gubla), a nação do papiro.

Tiro (Fenícia), a nação portuária.

Cilícia (Kizzuwatna), a nação do rei imortal.

Sárdis (Lídia), a nação do rei venerado.

Éfeso (Arzawa), a nação dos revoltosos.

Dardânia (Ida), a nação da deusa-mãe.

Wilusa (Tróia), a nação condenada.

Teutrânia (Mísia), a nação entre continentes.

Mariandi (Bitínia), a nação do mar negro.

Ea (Cólquida), a nação do deus-sol.

Temíscira (Cítia), a nação das amazonas.

Kuru (Índia), a nação nos limites do mundo.

Textos

Épico de Gilgamesh, a saga do heróis

A Encruzilhada dos Deuses