Guerreiros de Javé

– Eu sou o profeta Samuel. E qual o seu nome, meu rapaz? Diga-me o que deseja neste santuário? 
– Meu nome é Saul. Vim até você para encontrar umas jumentinhas que eu perdi no caminho até esta cidade.
– Quanto às jumentas que você perdeu há três dias, não se preocupe com elas; já foram encontradas. Mas desejo que você vá na minha frente até o altar. Hoje, quero que jante comigo.
– Por que você desejaria jantar comigo?
– Ora… Porque tudo o que é precioso em Israel pertence a você e a toda a família de seu pai.
– Eu sou um benjamita, da menor das tribos de Israel, e não é o meu clã o mais insignificante de todos os clãs da tribo? Como você pode falar tal coisa?
– Ontem recebei a revelação de que um homem da terra de Benjamin seria enviado até mim. Disse que este homem libertaria o povo das mãos dos filisteus, pois o clamor de Israel chegou até os ouvidos do Javé.
– Javé, o Deus Eterno, falou de mim? Mas como posso fazer o desejo dele?
– Apenas fique você aqui um instante, para que eu lhe dê uma mensagem da parte de Deus. Deixe-me ungir a sua cabeça com óleo para lhe explicar.
– E por que me unge com óleo? Pensei que apenas reis e sumo-sacerdotes fossem ungidos?
– Não sou eu quem o unge, Saul, mas o próprio Deus que o escolhe como líder da herança dele. É você é o escolhido para ser o líder de todo o povo de Israel!

 

  1. Resgate da Arca
  2. Perseguição de Naamás
  3. Libertação de Jabes
  4. Guerra contra os Filisteus I

Resgaste da Arca

Capítulo 1

 

Introdução

Saul Profetizando

Descrição

Invasão de Gate

Descrição

Templo Filisteu

Descrição

Conclusão

Próximos capítulos