Atlântida

A Cidade Submersa

Rei: Poseidon
Cidades: Atlântida
Idioma: Atlante

Frans Francken the Younger 1581 – 1642

Os habitantes dos mares e rios existem desde os primórdios do Mundo, antes mesmo do nascimento dos deuses olimpianos. Seu primeiro governante se chamava Proteu, “o primeiro”, nascido da união do Mar e da Terra. Ele se manteve como o soberano dos mares por séculos junto aos seus irmãos Taumas, Fórcis e Ceto. No entanto, sua importância realmente cresceu quando o titã Oceano produziu trezentos seres subaquáticos que receberam o nome de oceanidas. Estes se tornaram seus súditos.

Hoje, existem milhares de oceanidas, cuja vida sob as ondas é bem diferente daquela na terra firme. Mais independentes e sem a compreensão do conceito de comunidade, os oceanidas não formaram cidades. Eles vivem isolados ou em casais percorrendo as correntes subaquáticas. Proteu então se casou com a oceanida Dóris, formando uma prole de cinquenta belas mulheres que vivem espalhadas no oceano.

O reinado de Proteu se encerrou com a chegada de Poseidon. A grande batalha entre os deuses olimpianos e os titãs chamou a atenção de todos. As rochas voaram pelos Céus, a fumaça encobriu a Terra e a lava aqueceu o Oceano. A ilha de Thera afundou no mar da Talassa. No fim, quando um dos deuses olimpiano clamou os mares e oceanos para si, Proteu nem questionou. Sabia que era impossível resistir. Entregou todo o seu poder a Poseidon, incluindo a mão de sua filha mais bela: Anfitrite.

Sociedade

Toda as águas dos rios e mares são interligadas por tuneis e caminhos submersos. As correntes subaquáticas fazem qualquer percurso rápido e veloz. Não é raro um oceanida é avistado em algum rio micênico num dia e no outro já está num dos mares da Talassa ou mesmo no grande Oceano. Também não há qualquer necessidade para os oceanidas terem residência fixa. Eles são caçadores nômades que se alimentam do que o oceano fornece, como algas, frutos marinhos, crustáceos e peixes.

Os oceanidas não ficam gestantes. Uma vez fertilizada, a mulher libera um ou mais minúsculos ovos na água que crescem em tamanho até originar seus bebês. Os casais só vivem um para o outro. Cuidam dos filhos por um tempo, mas logo os abandonam. Não há a necessidade de agricultura. As armas e armaduras são feitas de carapaças crustáceas. Assim, os oceanidas não entendem a necessidade de formar comunidades.

A única coisa parecida com uma cidade sob as ondas é o palácio de Atlântida. O local se formou a partir da destruição da cidade humana de Thera, que afundou pelos tremores de terras decorrentes do confronto entre titãs e olimpianos. Ali, o deus Poseidon passou a viver com sua esposa Anfritite e seus filhos Tritão e Bentesekime. Mais do que uma cidade, Atlântida é um tribunal para decidir sobre disputas judiciais e um local de adoração do povo Oceanida ao seu senhor divino.

 

Tritão

Tritão, o príncipe submarino, é filho do deus Poseidon e da nereida Anfitrite. Ele veste uma armadura de escamas e ombreiras de conchas, e está armado com o tridente de seu pai. Ele também possui uma concha que emite sons capazes de dominar os monstros marinhos e controlar as ondas do mar.

Ele vive no mar da Talassa. No entanto, recentemente, o seu pai Poseidon o enviou para destruir a cidade de Tróia. Os troianos sofrerão esse terrível destino por conseqüência do rei Laomedonte que negou a Poseidon o que havia prometido pela construção das grandes muralhas da cidade. Tritão assim cruzou os mares velozmente, transformando suas pernas em uma longa cauda de serpente. Ele tem o objetivo de destruir Tróia e, para isso, planeja enviar um terrível monstro marinho para atacar a cidade.

 

Paul Gustave Doré 1832 – 1883

Bentesekime

Bentesekime é a filha do soberano dos mares Poseidon e da nereida Anfritite. Ela quem cuidou do herói Eumolpo da Trácia quando ele era apenas uma criança, ensinando-o todo seu conhecimento em armas e na forma atlante de se guerrear.

Essa princesa dos mares possui grandes poderes. Ela é tão poderosa quanto o seu irmão Tritão no combate, mas, diferente deste, possui grande simpatia pelos humanos. Por esta razão, seguiu o seu irmão para dissuadi-lo da missão entregue por seu pai Poseidon. Ela quer dissuadi-lo da missão de destruir a cidade de Tróia.

 

Taumas

Taumas é o mais belo e habilidoso dos filhos do Mar e da Terra. Ele se casou com a filha do titã Atlas: Electra. Dessa união entre o filho do mar e a filha das montanhas surgiram as velozes Harpias.

Atualmente, Taumas vive percorrendo os mares da Talassa em busca de desafios e aventuras. Adora caçar monstros marinhos e explorar as profundezas abissais. Não raro ele se une a grupo de aventureiros para testar sua força e habilidade. Enfim, se tornou o maior herói dentre os povos dos mares e oceanos.

William Russel Flint 1880 – 1969

Nereidas

O justo Nereu é o filho primogênito do Mar da Terra. Ele foi o primeiro governante dos mares e desposou a filha do oceano Dóris, de cujo amor gerou as belas Nereidas. Seu reino submarino se encerrou com a chegada do deus Poseidon, que assumiu o seu lugar. Mas Nereu não guardou mágoa do seu sucessor. Em sua sabedoria, sabia que a perda do trono marinho lhe ocorreria mais cedo ou tarde. Por essa razão, ele entregou a mão de uma de suas filhas, chamada Anfitrite, como sinal de amizade e passou a viver nas terras Egito para fazer o que mais gosta de fazer: Pescar.

O casal Nereu e Dóris tiveram uma ninhada de cinquentas bela filhas que receberam o nome de Nereidas. Elas são as princesas do mar da Talassa, onde são conhecidas como prestativas e bondosas. Não raro são vistas sozinhas ou em pequenos grupos ajudando os navegantes durante as fortes tempestades marinhas. Elas possuem belas faces e voluptuosos corpos. Algumas possuem barbatana em seus braços e pernas que as ajudam a nadar. Outras possuem a parte inferior de seus corpos com a forma de peixes. Outras possuem aparência totalmente humana. A atual esposa do rei dos mares, Anfitrite, é a mais bela de todas elas.