Ecália

 Cidade do Rei Arqueiro

Rei: Eurito
Território: Eubéia
Cidades: Ecália, Eretria, Chalcis e Cerinto.
Símbolo: o Arco Luminoso.

Em construção

Asmus Jacob Carstens 1754 – 1798

Sociedade

Em construção.

 

Ífito, o arqueiro

O príncipe Ifito da cidade de Ecália é considerado um dos melhores arqueiros de Micenas. O seu pai, o rei Eurito, confia plenamente nas habilidades da família em arquearia. Ele garantiu que aquele que derrotar ambos o pai e o filho em uma disputa, receberá a mão de sua bela filha, a princesa Iole, em casamento.

Ífito é calmo, pensativo e introvertido. Ele não concorda com a decisão do pai em premiar algum aventureiro com a mão da irmã, mas é confiante o bastante em suas habilidades para não reclamar. Ele é o melhor amigo de Héracles com quem conviveu quando este esteve exilado de Tebas. Por isso, não consegue acreditar que o amigo matou a própria esposa e filhos, mas ele está determinado a descobrir o que realmente aconteceu neste triste dia.

 

Iole

A princesa Iole é filha do rei Eurito de Ecália, mas ela é mais conhecida por todo o Hélade em razão de sua indescritível beleza. Ela se tornou extremamente cobiçada por esse motivo. Todos os dias chegam pretendentes na Ecália desejando se casar com ela. São reis, príncipes, heróis, guerreiros e ricaços de todo o mundo.

Sempre muito ambicioso, o seu pai decidiu enriquecer com a beleza da filha. Afinal, é uma prática comum entre as cidades do Hélade. Sempre tão amantes do esporte, a realização de jogos para decidir disputas. Assim, confiante em suas habilidades e no poder do arco de Apolo que tem em suas mãos, o rei aceita que esses pretendentes paguem um tributo em ouro para ter o direito de disputar a mão da sua filha. Ele promete que aquele que o derrotar numa disputa de arquearia poderá se casar com a bela Iole.

 

Eribotes

A ilha de Eubéia é conhecida por seus arqueiros e selvagens guerreiros. No entanto, há um homem conhecido por sua habilidade de curar pessoas. O seu nome é Eribotes.

O curandeiro Eribotes é filho de um homem simples do campo chamado Teleon, mas ele anseia por mais. Ele deseja ter seu nome conhecido por todo o mundo. Deseja ser mais famoso que grandes curandeiros Asclépio e Eshmum. Por esse motivo, ele percorre o mundo em busca de heróis e reis para oferecer os seus talentos.

 

 Chalcodonte e Canto

Já se passaram algumas décadas desde que uma tribo da Trácia resolveu abandonar as guerras selvagens nessa violenta terra para viver na ilha de Eubeia. Eles viajaram sob a liderança do seu velho rei Abas, o que lhes rendeu a alcunha de Abantes. Este líder trouxe consigo centenas de pessoas e seus dois filhos  Chalcodonte e Caneto. Agora, eles esperam fazer desta ilha o seu lar.

O príncipe Chalcodonte chegou na ilha ao lado do pai Abas, sendo considerado o seu braço-direito e sucessor. Com a idade avançada do velho Abas, o príncipe é hoje a principal liderança dentre os Abantes. Ele tem firmado importantes alianças para o futuro do seu povo, em especial, tendo conseguido negociar o casamento de sua filha Chalciope com o rei Egeu de Atenas.

O jovem Canto, filho do príncipe Caneto dos Abantes, é considerado o melhor é mais habilidoso guerreiro dentre o seu povo. Atualmente, seu tio Chalcodonte busca uma aliança com o norte do Hélade através do rei Pelias de Iolcus e com as ilhas do mar minoano através do capitão Anceu de Samos. Por esse motivo, ambos o líder Chalcodonte e seu habilidoso sobrinho Canto aceitaram embarcar na missão solicitada por esse rei e liderada por esse capitão para resgatar o poderoso artefato conhecido como o Tosão de Ouro.