Bestas das Profundezas

Os Filhos do Maior dos Monstros

  1. Tifão: o mais poderoso dos monstros
  2. Dragões: as serpentes gigantes
  3. Cérbero: o guardião do submundo
  4. Ortro: o cão de duas cabeças
  5. Quimera: o monstro cuspidor de fogo
  6. Esfinge: o enigma da mulher leão
  7. Grifos e Hipogrifos: os leões alados
  8. Leão de Nemeia: a besta do couro invulnerável
  9. Raposa Teumessa: a caça inalcançável
  10. Porco Infernal: a gigantesca criatura destruidora
  11. Éton: a águia-punição de Prometeu
  12. Catobepla: o búfalo venenoso
  13. Mantícora: o leão carnívoro voador
  14. Crócotas: o mais eficiente predador
  15. Estínfalos: os pássaros de bronze
  16. Odontotirano: o gigantesco monstro de chifres
  17. Cerastes: as perigosas serpentes de chifres

Tifão

O mais Poderoso dos Monstros

Gustave Moreau 1826–1898

Nascido da união do Tártaro, subterrâneo profundo, e de Gaia, mãe terra, o Tifão, filho único de Tártaro, é considerado o maior e mais poderoso dos monstros. Quando em pé, ele é tão alto que seu torso atinge os céus e suas mãos podem abraçar todo o horizonte. Em suas costas, há uma gigantesca cauda de serpente tão longa que consegue tocar sua cabeça. E, de seus ombros, cem cabeças de dragão brotam apresentando línguas trevosas e olhos flamejantes.

O poderoso Tifão submeteu a monstruosa Equidna, filha de Forcis e Ceto, da linhagem do Mar. Dessa união nasceram todos os monstros do Tártaro: Leão de Nemea, Esfinge, Cérbero, Ortro, os grifos e os dragões.

Pouco tempo atrás, numa crise de fúria, o Tifão saiu de sua toca destruindo montanhas e massacrando cidades na região de Tróia. Nesse momento, todos os deuses do Olimpo fugiram assustados com o poder do monstro. Apenas o divino Zeus manteve-se firme iniciando uma batalha. A mais difícil enfrentada por ele. No fim, o monstro foi enviado para o Tártaro.

O poder do Tifão é tão imenso que, mesmo aprisionado, suas crises de fúria causam as erupções vulcânicas e os ventos úmidos sem direção que dispersam os navios. Todos devem agradecer a Zeus por salvar o mundo de suas garras e rezar para que ele nunca mais voltar.

Estatística de Combate: Poder Imensurável

Dragões

As Serpentes Gigantes

Eugene Delacroix 1798 – 1863

O dragão Cólquida, cuspidor de fogo e que nunca dorme, possui resistentes escamas vermelhas, corpo tomado por espinhos, gigantescas garras e longas asas de morcego. Ele vive entre as árvores dos bosques de Cólquida próximo a cidade do rei Eetes. Neste local, ele guarda o poderoso tosão dourado, a mais poderosa armadura do mundo.

O dragão Ismeno, sagrado por Ares, possuía o corpo de uma gigantesca serpente negra, com longa cauda e afiadas garras. Ele vivia na caverna escondido entre uma estreita passagem rochosa banhada pelas águas escuras das fontes da Castalia na Beócia. Ele foi morto pelo herói Cádmo quando este fundou a cidade de Tebas. Agora, amaldiçoado pelo deus Ares, ambos Cádmo e sua mulher Harmonia, tomaram seu lugar entre os dragões.

O dragão Ladão possui um tamanho imensurável, sendo o maior dos dragões. Ele enrosca seu corpo serpentiforme de escamas pálidas com centenas de quilômetros entre as árvores do jardim das Hesperides. E, assim, o Ladão é o guardião das maçãs douradas da imortalidade e o defensor das Hesperides, as belas damas do Oeste.

A poderosa Hidra vive nos pântanos aterrorizando a população de Lerna na costa do Peloponeso ao sul da cidade de Argos. Ela possui um corpo azulado em forma de lagarto, longas barbatanas e sete cabeças que lançam um hálito venenoso. Quando alguma de suas cabeças é cortada, os seus incríveis poderes regenerativos, fazem crescer duas novas cabeças no lugar. Conta a lenda que ela guarda uma passagem para o submundo de Hades sob as águas pantanosas do lago de Lerna onde vive.

A serpente Píton foi enviada por Hera para perseguir leto, a titã do desconhecido, e impedir o nascimento dos deuses Apolo e Artemis. A Píton não obteve sucesso e depois sofreu a ira do deus Apolo. Ele combateu a grande serpente esverdeada sobre o céu de sua morada no monte Parnasso. Ele a arremessou nas rochas e a enterrou no solo. Sobre o seu corpo, Apolo construiu a égide de seu culto, o oráculo de Delfi.

Estatísticas de Combate
Ataque: 2 (Garras)
Defesa: 1 (Esquiva)
Dano: 6 (Força 3 + Garras 3)
Proteção: 6 (Escamas: Proteção Extra 3)
Pontos de Vida: 10
Ataques Especiais: Cauda 3 (Ataque Extra, sem armas); Baforada 3 (Dano 6); Voo 2; Tamanho Aumentado 2 (Gigante: os inimigos sempre atingem seus pés nos combates, exceto com o uso de Arma de Distância ou após sucesso no teste de Acrobacia).

Cérbero

O Guardião do Hades 

O Cérbero é um dos filhos monstruosos de Tifão e Equidna. Ele possui a aparência de um lobo negro com três cabeças capazes de cuspir fogo e rasgar facilmente a carne humana. Ele tem sido utilizado pelo deus Hades para guardar os portões que abrem para o rio Estinge no submundo. Dessa forma, os mortos não podem escapar de seus domínios.

Estatísticas de Combate
Ataque: 3 (Mordida)
Defesa: 3 (Esquiva)
Dano: 5 (Força 3 + Dentes 3)
Proteção: 4 (Pelugem: Proteção Extra 2)
Pontos de Vida: 6
Ataques Especiais: Cabeça Extra x2 (Dois ataques Extras; Percepção +2); Baforada 3 (Dano 6).

Ortro

O Cão de Duas Cabeças

Peter Paul Rubens 1577 – 1640

Outro filho de Tifão e Equidna, que semelhante ao seu irmão Cérbero, é um lobo de duas cabeças com apetite pela carne humana. O seu dono é Gerião, o guerreiro de três corpos, filho do herói Crisaor Belerofon.

Como Gerião desistiu de sua vida de aventuras para viver no campo, o monstruoso Ortro o acompanhou. Ambos agora vivem próximo aos jardins da Hesperides no extremo ocidente às margens do grande Oceano, aonde banha o Deserto de Faeton.

Além de Gerião, o o cão Ortro responde apenas ao ajudante de Gerião chamado Euritião e de sua mulher Eriteia, uma das guardiãs do jardim das Hesperides. Ele não confia em mais ninguém.

Estatísticas de Combate
Ataque: 2 (Mordida)
Defesa: 2 (Esquiva)
Dano: 3 (Força 2 + Dentes 1)
Proteção: 2 (Couro: Proteção Extra 1)
Pontos de Vida: 4
Ataques Especiais: Cabeça Extra (Ataque Extra; Percepção +1);

Quimera

O Monstro Cuspidor de Fogo 

A Quimera é um monstro cuspidor de fogo nascido de Equidna que se uniu a Tifão. Ela possui corpo e cabeça de leão, no entanto, possui uma cabeça de cabra em suas costas e uma serpente no lugar de seu rabo. A Quimera residia ao sul da cidade de Éfeso onde aterrorizava a população local e incendiava as plantações. Ela foi combatida por Crisaor Belerofon que, montado no cavalo alado Pégaso, lançou-se em magnânima batalha aérea que resultou na morte da criatura.

Estatísticas de Combate
Ataque: 2 (Mordida – cabeça de leão)
Defesa: 1 (Esquiva)
Dano: 4 (Força 2 + Dentes 2)
Proteção: 10 (Couro: Proteção Extra 5)
Pontos de Vida: 6
Ataques Especiais: Ataque Extra 2 (ataque principal/físico com a cabeça de Leão, os dois secundários com as cabeças de Bode e Serpente); Baforada 3 (Dano 6 – com a cabeça de bode); Veneno 3 (contra o Vigor – com a cabeça de serpente)

 

Esfinge

O Enigma da Mulher Leão

Karl Wilhelm Diefenbach 1851 – 1913

Nascida do monstruoso ventre de Equidna, fecundada por Tifão (ou por Ortro segundo alguns relatos), a esfinge é uma criatura com corpo de leão, asas de águia e rosto de mulher. Ela nasceu no Deserto de Faeton próxima da região de Mênfis, mas foi trazido pela deusa Hera até a cidade de Tebas na Attica. Ela guarda a entrada do templo da cidade onde o rei Cádmo guardou um grande tesouro.

O rei Cádmo criou uma senha para que apenas ele pudesse entrar no templo. Essa senha, na verdade, é uma série de enigmas que apenas os mais sábios conseguem responder. Esses enigmas variam entre “Qual animal anda de manhã com quatro pernas, à tarde com duas pernas, e à noite com três pernas?” ou “Quem são as duas irmãs que nascem uma depois da outra?”, ou alguma outra charada diferente dependendo da ocasião. Aqueles que não conseguirem responder são atacados e devorados pela Esfinge. Nota: A resposta da primeira pergunta é o homem que quando criança engatinha, quando adulto anda, e quando idoso usa bengala. E, a resposta para a segunda pergunta é a noite e o dia.

Estatísticas de Combate
Ataque: 2 (Rajada ou Explosão)
Defesa: 2 (Esquiva)
Dano: 4 (Rajada de Dano)
Proteção: 4 (Couro: Proteção Extra 2)
Pontos de Vida: 6
Ataques Especiais: Voo 2; Rajada de Dano 2 (Dano 4); Explosão 2 (Dano 2, todos ao redor); Paralisia 2; Teleporte 2; dentre outros.

Grifos e Hipogrifos

Os Leões de Asas

Quimera – Afresco Romado

Os grifos são criaturas majestosas cuja paternidade se desconhece. Acredita-se que sejam filhos de Tifão e Equidna. Eles possuem o corpo de um leão, o rei dos animais, e cabeça e asas de um falcão, o rei das aves.

Os grifos são utilizados para guardar tesouros ou como montarias. Eles são encontrados principalmente nas estepes de Armaspi na Temiscira próximo a caverna de Boreas, senhor dos ventos do Norte. Lá, eles cruzaram com cavalos gerando as criaturas conhecidas como Hippogrifos.

Estatísticas de Combate
Ataque: 2 (Garras)
Defesa: 2 (Esquiva)
Dano: 3 (Força 2 + Garras 1)
Proteção: 2 (Couro: Proteção Extra 1)
Pontos de Vida: 4
Ataques Especiais: Voo 1.

Leão de Nemea

A Besta do Couro Invulnerável  

Peter Paul Rubens 1577 – 1640

O Leão de Nemea nasceu da união de Tifão e Equidna. Ele é conhecido por sua pele impenetrável feita totalmente de ouro e por suas garras mais afiadas que espadas minoanas. O Leão vive na região do Peloponeso conhecida como Nemea. Ele aterroriza a região sequestrando e devorando os seus habitantes. Todos os heróis que tentaram derrotá-lo nunca retornaram.

Estatísticas de Combate
Ataque: 3 (Mordida)
Defesa: 1 (Esquiva)
Dano: 5 (Força 2 + Dentes 3)
Proteção: 10 (Couro: Proteção Extra 5)
Pontos de Vida: 4
Ataques Especiais: Nenhum

Raposa Teumessa

A caça Inalcançável

A raposa Teumessa é mais uma das muitas crias de Tifão e Equidna. Ela aterrorizava a região da Beócia. Muitas plantações e rebanhos de ovelhas foram devorados pela tal criatura. Era tão veloz e ágil que recebeu a profecia de que nunca seria capturada.

O herói Anfitrião, genro de Perseu e pai de Héracles, foi o grande campeão que conseguiu derrotá-la. Ele possuía o seu cão Lélapes que sempre o acompanhava nas aventuras. Esse cão recebeu a profecia de que sempre seria capaz de capturar sua presa.

Então, ambos a raposa e o cão de destinos contraditórios se confrontaram. Maravilhado com essa batalha, o deus transformou ambos em estátuas que até hoje se encontra em Tebas. Anfitrião nunca mais foi o mesmo depois que perdeu seu cão.

Estatísticas de Combate
Ataque: 1 (Dentes)
Defesa: 3 (Esquiva)
Dano: 2 (Força 1 + Mordida 1)
Proteção: 2 (Couro: Proteção Extra 1)
Pontos de Vida: 2
Ataques Especiais: Super habilidades: Corrida +3; Percepção +3

Porco Infernal

O Gigantesco Javali Destruidor

Esse javali gigantesco possui a altura de uma grande montanha e detém o poder para destruir tudo que existe ao redor. Tamanha é fúria que chamou a atenção dos bons deuses.

Assim, o próprio Zeus confinou essa terrível criatura no Hades, mundo dos espíritos. Todos temem o retorno dessa criatura, pois sabem que um terrível destino está selado para toda civilização se isso ocorrer.

Estatísticas de Combate
Ataque: 2 (Presas)
Defesa: 1 (Esquiva)
Dano: 6 (Força 3 + Presas 3)
Proteção: 6 (Pelugem: Proteção Extra 3)
Pontos de Vida: 4
Ataques Especiais: Tamanho Aumentado 3 (Colossal: os inimigos sempre atingem seus pés nos combates, exceto com o uso de Arma de Distância ou após sucesso no teste de Acrobacia).

Eton

A Águia-Punição de Prometeu

Peter Paul Rubens 1577 – 1640

Esse poderoso filho de Tifão e Equidna vive nos montes Cáucaso em Cólquida. O divino Zeus utiliza esta criatura para castigar o titã Prometeu por sua desobediência. Este presenteou os humanos com o fogo do conhecimento contra a vontade do grandioso deus. Assim, o titã Prometeu teve o seu corpo atravessado por correntes no alto dos montes Cáucaso. E todos os dias essa monstruosa águia devora o seu fígado. Como Prometeu é imortal, seu fígado regenera-se por completo durante a noite. Apenas para ser devorado no dia seguinte.

Estatísticas de Combate
Ataque: 2 (Garras)
Defesa: 2 (Esquiva)
Dano: 4 (Força 2 + Garras 2)
Proteção: 4 (Couro: Proteção Extra 2)
Pontos de Vida: 4
Ataques Especiais: Voo 2

Catobepla

O Búfalo venenoso

O Catóbepla é um quadrúpede, herbívoro, do tamanho e aparência de um touro. Sua cabeça é tão grande e pesada que só pode olhar para baixo. As suas costas têm escamas que o protegem. À primeira vista, não parece uma criatura intimidadora, mas seus passos lentos e pesados escondem muitos perigos.

O catóbepla possui olhos avermelhados e injetados, que podem matar só com um olhar. O seu hálito também é letal, capaz de emitir um gás extremamente perigoso. Felizmente, o Catóbepla é uma criatura pacífica. Deseja só ficar comendo uma boa grama. No entanto, além de sua aparência inofensiva, quando o veem, as pessoas pensam logo num belo pedaço de carne. Certamente, é o último pensamento delas.

Estatísticas de Combate
Ataque: 2 (Olhar flamejante)
Defesa: 2 (Esquiva)
Dano: 6 (Rajada de Dano)
Proteção: 6 (Couro: Proteção Extra 3)
Pontos de Vida: 6
Ataques Especiais: Toxicidade 3 (contra o vigor); Olhar Flamejante 3 (Dano 6).

Mantícora

O Leão Carnívoro Voador

A Manticora é uma criatura solitária e maligna com corpo de leão e asas de morcego. Sua cabeça leonina mostrar um aspecto peculiar, com feições claramente humanas. Sua mordida é poderosa com três fileira de dentes em sua boca; sua voz é trovejante; e seu olhar possui um intenso brilho. Essas características já prenunciam quão perigosa é essa criatura.

A Manticora é carnívora. Ela adora o sabor da carne humana. Não só sua mordida é poderosa, mas também sua cauda draconiana capaz  de lançar espinhos venenosos capazes de derrubar um elefante. Ela já matou muitas pessoas entre os povos Medos da Fenícia, mas com sua habilidade de voo pode ser encontrada em qualquer lugar do mundo.

Estatísticas de Combate
Ataque: 2 (Mordida)
Defesa: 2 (Esquiva)
Dano: 6 (Força 3 + Dentes 3)
Proteção: 6 (Couro: Proteção Extra 3)
Pontos de Vida: 8
Ataques Especiais: Veneno 3; Voo 2.

Crócotas

O Mais Eficiente Predador

O crócota é uma combinação entre entre hiena e leão, com uma crista contínua de osso em cada maxilar que forma um dente contínuo sem gengiva. Ele é capaz de simular a fala humana, sendo capaz de identificar o nome de pastores a fim de chamá-lo a sair pelas portas e rasgá-los em pedaços. Também simula pedido de ajuda a grupos de heróis para atacá-los de surpresa.

Diferente dos outros filhos de Tifão, o Crócota não é uma única criatura, mas toda uma espécie crescente de predadores, pois o Crócota original era hermafrodita. Ele se torna machos e fêmea em anos alternados. E, quando estão no sexo feminino, podem gerar prole sem cruzar com os machos. Hoje, existem dezenas de Crócotas espalhados pelo mundo, muitas vezes, caçando em matilhas.

Estatísticas de Combate
Ataque: 2 (Mordida)
Defesa: 2 (Esquiva)
Dano: 5 (Força 2 + Presas 3)
Proteção: 2 (Couro: Proteção Extra 1)
Pontos de Vida: 4
Ataques Especiais: Nenhum

Estínfalos

Os Pássaros de Bronze

Gustave Moreau 1826–1898

Os pássaros de Estinfália possuem o tamanho de uma Íbis com penas feitas de bronze e um bico de ferro. Eles habitam locais mais ermos, como os pântanos insalubres, fazendo seus ninhos nos galhos retorcidos, onde são difícil de se alcançar e de ver. Uma grande quantidade deles está no lago de Estinfália, localizado no centro do Peloponeso.

Estes pássaros voam contra todos aqueles que vêm caçá-los, ferindo-os e matando-os com seus bicos metálicos. Eles são capazes de perfurar qualquer armadura micênica. Por isso, são bem perigosos. No entanto, se tornaram um problema quando começaram a devorar os frutos da região, acabando com os recursos e a economia local.

Estatísticas de Combate
Ataque: 2 (Bico)
Defesa: 2 (Esquiva)
Dano: 5 (Força 2 + Bico 3)
Proteção: 4 (Penas: Proteção Extra 2)
Pontos de Vida: 4
Ataques Especiais: Voo 2.

Odontotirano

O Gigantesco Monstro de Chifres

O Odontotirano não se parece com nada que já tenha pisado sobre a terra. Ele é uma criatura única, que vive nas terras do extremo Leste. É maior do um elefante, mas possui o corpo todo preto com características anfíbias como de um sapo. Sua cabeça também possui um formato que não parece pertencer ao resto do corpo, pois se assemelha a um cavalo com três chifres enfileirados na testa.

Também não se sabe sua origem. Em razão de sua estranha compleição, muitos especulam que seja mais um dos filhos monstruosos de Tifão e Equídina. De qualquer forma, é uma criatura que vive tanto na água quanto na terra que deve sempre ser evitada ou morta ao primeiro sinal, pois ela aprecia carne humana e é extremamente perigosa.

Estatísticas de Combate
Ataque: 3 (Mordida)
Defesa: 2 (Esquiva)
Dano: 5 (Força 2 + Presas 3)
Proteção: 2 (Couro: Proteção Extra 1)
Pontos de Vida: 4
Ataques Especiais: Tamanho Aumentado 2 (Gigante: os inimigos sempre atingem seus pés nos combates, exceto com o uso de Arma de Distância ou após sucesso no teste de Acrobacia).

Cerastes

As Perigosas Serpentes de Chifres

Ninguém sabe a origem das criaturas chamadas de Cerastes. Alguns especulam terem nascido do sangue da Medusa que caiu sobre a Terra. Outros especulam serem filhos de Tifão. Sabe-se apenas que são criaturas selvagens e perigosas que sentem prazer em matar tudo o que veem pela frente. Elas têm a forma de serpentes normais, mas são facilmente diferenciadas por chifres de bode sobre suas cabeças. Não são tão grandes quanto se espera de um filho de Tifão, mas seu veneno é perigoso e pode matar com apenas uma mordida

Estatísticas de Combate
Ataque: 2 (Mordida)
Defesa: 2 (Esquiva)
Dano: 6 (Veneno 3)
Proteção: 1 (Nenhum)
Pontos de Vida: 2
Ataques Especiais: Veneno 3

Demônios da Noite